Comunicador Objetivo da comunica o Meios b sicos de comunica o Meios de extens o Locus, espa o-worldly Restri es .


38 views
Uploaded on:
Description
Comunicação é um processo ou um conjunto de processos de troca de dados ou informações entre duas ou mais partes. Sejam os envolvidos pessoas, máquinas/sistemas ou animais.
Transcripts
Slide 1



Slide 2

Comunicação é um processo ou um conjunto de processos de troca de dados ou informações entre duas ou mais partes. Sejam os envolvidos pessoas, máquinas/sistemas ou animais.

Slide 3

Comunicação vem do termo em latim communocare , cujo significado seria "tornar comum", "partilhar", "repartir", "associar", "trocar opiniões", "conferenciar". Implica participação, interação, troca de mensagens, emissão ou recebimento de informações novas. "Rabaça – Dicionário de comunicação"

Slide 4

Partindo da retórica grega (Aristóteles): A pessoa que fala; O discurso que pronuncia; A pessoa que escuta fonte receptor Mensagem

Slide 5

Para Shannon e Weaver (teoria matemática): Fonte Destino ruído Mensagem Original M Aparelho emissor Aparelho receptor Mensagem Original M codificador decodificador waterway ruído Receptor Emissor

Slide 6

Ruídos/barreiras: Para Shannon e Weaver: Ruído é entendido como tudo que meddle na transmissão e dificulta a recepção da mensagem.

Slide 7

Tipos de ruídos ou barreiras da comunicação: egocentrismo, timidez, dificuldades de expressão, ausência/falhas de códigos comuns; escolha inadequada (meio, receptor, mensagem, forma, neighborhood, timing, estrutura); excesso de intermediários; reconceitos; status; suposições; distrações.

Slide 8

Para Lasswell (comunicação de massa) - as variáveis se apresentam: Quem 1 O quê 2 Quem 4 disse an em que Canal 3 com que Efeitos 5 Com que Intenções 6 em que Condições 7

Slide 9

Comunicador Objetivo da comunicação Meios básicos de comunicação Meios de extensão Locus, espaço-fleeting Restrições Comunicação propriamente dita (a mensagem) Estado de espírito Percepção Reações Mudanças (efeitos da comunicação) Feedback Variáveis

Slide 10

Elementos da comunicação Meio Mensagem Emissor Código Receptor Ruídos

Slide 11

Comunicação Interpessoal - Nível de comunicação em que os papéis de emissor (fonte) e de receptor (destino) são exercidos de modo recíproco por duas ou mais pessoas.

Slide 12

Habilidade Interpessoais - Conhecer e administrar as suas fraquezas; Conhecer an outra parte e as suas necessidades; Ter uma atitude que não gere desconfiança; Saber ouvir e comunicar; Criar um clima de cooperação e confiança entre as partes.

Slide 13

Saber (ouvir x escutar) Ouvir e escutar são coisas diferentes. Nosso aparelho auditivo é capaz de captar/ouvir diferentes níveis de children, contudo, não damos atenção a todos. Nós escutamos/focamos uma quantidade limitada de estímulos. Na comunicação interpessoal, uma das chaves é ser capaz de ouvir e escutar (dar atenção e compreender) o que an outra parte está dizendo.

Slide 14

Saber (ouvir x escutar) Saber dar e receber input é parte crucial desse processo. Na dúvida não devemos pressupor o que an outra parte quer dizer. Precisamos checar que o que está sendo dito é o que foi entendido. Saber ouvir é mais importante do que falar, para trabalhar em equipe. "Falar é prata. Calar é ouro"

Slide 15

O timing "Stakes da hora ainda não é a hora certa; Depois da hora já não é mais a hora adequada; A hora é a hora".

Slide 16

Conteúdo e forma : Na comunicação interpessoal o que está sendo dito é tão importante quanto a forma (linguagem, ambiente, momento, recursos estilísticos, intenções) Ex: envision um criticism negativo de um chefe de trabalho (conversar na frente de todos ou em nearby reservado?)

Slide 17

Conteúdo e forma : Uma comunicação isolada de seu contexto de fala perde os seus significados de grupo. Pode ser interpretada de qualquer forma, levando a conclusões diferentes das intenções originais. Ex: uma frase extraída de declaração de uma pessoa famosa pode se tornar uma polêmica por ter sido descontextualizada.

Slide 18

Contexto e co-texto: Além do contexto, temos que compreender que falamos a partir dos textos dos outros. Nossas idéias se baseiam em nossos grupos de referência e nossos papéis sociais.

Slide 19

Contexto e co-texto: Mesmo tendo o meio adequado e que as partes envolvidas possuam/dominem os códigos comuns, o significado, a recepção da mensagem dependerá dos valores, do momento e dos hábitos culturais de quem a recebe. O significado é social . O significado pode ser denotativo ou conotativo . Os problemas de comunicação vem das conotações , ou seja, das interpretações .

Slide 20

Discurso e poder: Para Foucault, "(...) o discurso não é simplesmente aquilo que traduz as lutas ou os sistemas de dominação, mas aquilo pelo que se luta, o poder do qual queremos nos apoderar" Dar a palavra an alguém é dar poder.

Slide 21

Comunicação empresarial: Proporcionar informação e compreensão necessárias para que as pessoas possam se conduzir nas suas tarefas. Proporcionar as atitudes necessárias que promovam a motivação, cooperação e satisfação nos freights.

Slide 22

Referências: ARISTÓTELES. Constituição de Atenas. Tradução de Therezinha M. Deutsch. Nova Cultural, São Paulo, 2000. FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder ; 1979. LASSWELL, H.D. The struture and Function of Communication in Society, 1949. RABAÇA, C.A., BARBOSA, G.G. Dicionário de comunicação. São Paulo: Ática, 1987. 637 p. REIS, Patrícia. Comunicação Interpessoal - A comunicação nas estratégias de advertising pessoal de um profissional de sucesso. Arquivo PPT. SHANNON,C. & WEAVER, W. The numerical hypothesis correspondence. Urbana, IL: University of Illinois, 1962.

Recommended
View more...