Morbidade Neonatal e Patologia Placent ria .


32 views
Uploaded on:
Description
Morbidade Neonatal e Patologia Placentária. Fernando Bisinoto Maluf, Interno-ESCS Marco Antônio Rios Lima, Interno-ESCS Orientador: Dr. Paulo R. Margotto HRAS, 17/02/2006. Quadro de Conceitos.
Transcripts
Slide 1

Morbidade Neonatal e Patologia Placentária Fernando Bisinoto Maluf, Interno-ESCS Marco Antônio Rios Lima, Interno-ESCS Orientador: Dr. Paulo R. Margotto HRAS, 17/02/2006

Slide 2

Quadro de Conceitos Retinopatia da Prematuridade: Desenvolvimento anômalo dos vasos da retina, que ocorre em RN pré-termos e de muito baixo peso, com a formação de shunts vasculares, descolamento da retina e neovascularização. Hemorragia Intraventricular: Extravasamento de sangue nos ventrículos cerebrais ou em suas adjacências, decorrente da fragilidade capilar da matriz germinativa.

Slide 3

Quadro de Conceitos Displasia Broncopulmonar: Dependentes de O 2 com 36 semanas de Idade Gestacional pós-concepcional. Persistência do Canal Arterial: Ausência do fechamento no período periodic de 12 horas pós-nascimento (fechamento funcional) e no last do primeiro mês (oclusão anatômica). Sepse: Síndrome da Resposta Inflamatória Sistêmica, associada à evidências de infecção.

Slide 4

Morbidade Neonatal e Patologia Placentária Neonatal Morbidity and Placental Pathology Mehta R, Nanjundaswamy S, Shen-Schwarz S and Petrova An Indian J Pediatrics 2006; 73: 25-28 Fernando Bisinoto Maluf, Interno-ESCS Marco Antônio Rios Lima, Interno-ESCS Orientador: Dr. Paulo R. Margotto HRAS, 17/02/2006

Slide 5

Introdução Patologia Placentária X Morbidade do RNPT: Apesar de implicada na morbidade neonatal pré termo, o papel da infeccão placentária na ocorrência de afecções neurológicas, pulmonares ou infecções no RNPT permanece controverso. Na Literatura: Somente vasculopatia trombótica, edema vilositário e infarto placentário estão comprovadamente relacionados a complicações neurológicas no RNPT.

Slide 6

Introdução Há estudos tanto some help como contra an associação entre infecção placentária e lesão cerebral no RNPT. Resultados são influenciados pelo grau de prematuridade e pelo tipo de patologia placentária. Ainda não há estudos relacionando Persistência do Canal Arterial (PDA) e Retinopatia da Prematuridade (ROP) com infecção placentária e eventos patológicos que resultem em baixo fluxo placentário.

Slide 7

Objetivo Investigar an associação entre idade gestacional, patologia placentária e as consequências em Recém Nascidos Pré-Termo (RNPT).

Slide 8

Metodologia Foram estudados registros médicos e resultados de patologia placentária de 164 RNPT com IG < 34 semanas, sem malformações congênitas, divididos em 2 categorias: 22-27 semanas n = 71 28-33 semanas n = 93

Slide 9

Metodologia As patologias pesquisadas nos RN foram:

Slide 10

Metodologia Todas as placentas foram analisadas pelo mesmo patologista, sem conhecimento da morbidade do RNPT. Todos RNPT incluídos apresentavam estudo da placenta. An análise de dados foi realizada pelo programa "STATISTICA", utilizando-se o Qui-quadrado e a regressão logística e considerando-se significativos os resultados com P<0.05.

Slide 11

Resultados Dividiram-se os achados placentários de acordo com an Idade Gestacional (Tabela 1). Os achados mais significativos (P<0.01) foram as incidências de vasculite coriônica e corioaminionite nas placentas de RN entre 22-27 semanas (47,9% e 67,6% respectivamente). Já na categoria IG=28-33semanas houve predominância de lesões placentárias que resultam em distúrbio do fluxo feto-placentário (infartos, trombos em placa coriônica e fibrina basal perivilosa) – P<0.05/P<0.01.

Slide 13

Resultados Placentas de RNPT com IVH apresentaram mais frequentemente lesões do tipo corioamnionite, edema vilositário e vasculite, quando comparados com RNPT sem IVH (Tabela 2). Apesar da alta prevalência de corioamnionite em placentas de RNs com IVH, an associação das duas afecções não foi significativa, após controle da Idade Gestacional.

Slide 14

Resultados Somente edema vilositário e vasculite coriônica foram identificados como preditores independentes para desenvolvimento de IVH (OR=2.57, 95% CI 1.01-6.58 e OR=1.95, 95% CI 1.01-4.21). Não houve associação de PDA com achados de lesões placentárias.

Slide 16

Discussão O presente estudo demonstrou uma variação de achados placentários de acordo com an IG, o que está de acordo com diversas outras publicações: Corioamnionite 22-27 semanas (Infecciosas) Vasculite coriônica Infarto 28-33 semanas ( ↓ fluxo placent.) Trombos em placa coriônica Fibrina basal perivilosa

Slide 17

Discussão O estudo demonstrou também que a corioamnionite, apesar de relacionada à prematuridade, não influi na ocorrência de morbidade neonatal, após controle da idade gestacional. Estes achados estão de acordo com outras publicações.

Slide 18

Discussão Foi observado o importante aumento de IVH no RNPT quando há Edema Vilositário ou Vasculite Coriônica (preditores independentes), sendo que a vasculite coriônica pode ser descrita como parte da Síndrome da resposta inflamatória fetal e edema vilositário pode representar o achado placentário da infecção fetal.

Slide 19

Discussão A relação de Edema Vilositário e Vasculite Coriônica com o desenvolvimento de afecções neurológicas no RN, observada no estudo, já havia sido previamente descrita em outros trabalhos. Certamente citocinas pró-inflamatórias que vão para circulação fetal em resposta à infecção in utero , têm a capacidade de atravessar a barreira hemato-encefálica e causar dano cerebral ao RN.

Slide 20

Conclusão Edema vilositário e vasculite coriônica são fatores de risco significativos para o desenvolvimento de Hemorragia Intraventricular em RN com Idade Gestacional < 34 semanas.

Slide 21

Referências Bibliográficas Langston C, Kaplan C, Macpherson T, Manci E, Peevy K, Clark B, Murtagh C, Cox S, Glenn G. Hone rule for examination of the placenta: created by the Placental Pathology Practice Guideline Development Task Force of the College of American Pathologists. Curve Pathol Lab Med 1997; 121 : 449-476.  [ PUBMED ]  Grafe MR. The relationship of pre-birth mind harm with placental pathology. J Neuropath Exp Neurol 1994; 53 : 407-415. [ PUBMED ]  Russell P. Incendiary injuries of the human placenta. 1. Clinical essentialness of intense chorioamnionitis. Am J Diagn Gynecol Obstet 1979; 1 : 127-137  Watts DH, Krohn MA, Hillier SL, Eschenbach DA. The relationship of mysterious amniotic liquid contamination with gestational age and neonatal result among ladies in preterm work. Obstet Gynecol 1992; 79 : 351-357. [ PUBMED ] Als H. Neurobehavioral improvement of preterm newborn child. 6th Edition. In Fanaroff A.A, Martin RJ, eds. Neonatal-Prenatal Medicine. Illnesses of the Fetus and Infant . sixth edn. St. Louis; Mosby 1997; 964-990.

Slide 22

Referências Bibliográficas Salafia CM, Vintzileos AM. Why all placentas ought to be inspected by a pathologist in 1990. Am J Obst Gynecol 1990; 163 : 1282-1293.  [ PUBMED ] Kraus FT, Acheen VI. Fetal thrombotic vasculopathy in the placenta: cerebral thrombi and infarcts, coagulopathies, and cerebral paralysis. Murmur Pathol 1999; 30 : 759-769.  [ PUBMED ] Redline RW, Wilson-Costello D, Borawski E, Fanaroff AA, Hack M. Placental sores connected with neurologic impedance and cerebral paralysis in low-birth-weight newborn children. Curve Pathol Lab Med 1998; 122 : 1091-1098.  [ PUBMED ] Redline RW, Willson-Costello D, Borawski E, Faranoff AA, Hack M. The relationship amongst placental and other perinatal hazard components for neurologic disability in low birth weight youngsters. Ped Res 2000; 47 : 721-726. Kliman HJ, Jones DC, Morotti RA. The ascent and fall of villous edema as an element of time from start of intrauterine disease. Am J Obstet Gynecol 1995; 172 : 312. 

Slide 23

Referências Bibliográficas Adams-Chapman I, Vaucher YE, Bejar RF, Benirschke K, Baergen RN, Moore TR. Maternal floor dead tissue of the placenta: relationship with focal sensory system damage and antagonistic neurodevelopmental result. J Perinatol 2002; 22 : 236-241. [ PUBMED ]  [ FULLTEXT ] Tauscher MK, Berg D, Brockmann M, Seidenspinner S, Speer CP, Groneck P. Relationship of histologic chorioamnionitis, expanded levels of line blood cytokines, and intracerebral discharge in preterm neonates. Biol Neon 2003; 83 : 166-170.   [ PUBMED ]  [ FULLTEXT ] Alexander JM, Gilstrap LC, Cox SM, Mcintire DM, Leveno KJ. Clinical chorioamnionitis and the forecast for low birth weight babies. Obst Gynecol 1998; 91 : 725-729.   [ PUBMED ]  [ FULLTEXT ] Murphy DJ, Sellers S, MacKenzie IZ, Yudkin PL, Johnson AM. Case-control investigation of antenatal and intrapartum chance components for cerebral paralysis in exceptionally preterm singleton babies. Lancet 1995; 346 : 1449-1454. [ PUBMED ]

Slide 24

Referências Bibliográficas Arias F, Victoria A, Cho K, Kraus F. Placental histology and clinical qualities of patients with preterm untimely break of layers. Obstet Gynecol 1997; 89 : 265-271. [ PUBMED ]  [ FULLTEXT ] Dexter SC, Pinar H, Malee M, Hogan J, Carpenter MW, Vohr BR. Result of low birth weight newborn children with histopathologic chorioamnionitis. Obstet Gynecol 2000; 96 : 172-177 De Felice C, Toni P, Laurini RN, Stumpo M, Enrico P, Todtos T, Tanganelli P, Buonocore G, Bracci R. Early neonatal cerebrum harm in histologic chorioamnionitis. J Pediatr 2001; 138 : 101-104. Kumazaki K, Nakayama M, Sumida Y, Ozono K, Mushiake S, Suehara N, Wada Y, Fujimura M. Placental elements in preterm newborn children with periventricular leukomalacia. Pediatrics 2002; 109 : 650-655. [ PUBMED ]  [ FULLTEXT ] Ambalavanan N, Nelson KG. Alexander G, Johnson SE. Biasini F. Carlo WA. Forecast of neurologic Morbidity in Extremely low birth weight babies. J Perinatol 2000; 20 : 496.

Slide 25

Referências Bibliográficas Dexter SC, Malee MP,

Recommended
View more...